shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0,00
View Cart Check Out

FOTOS_C_LOGOS

Chegada final com polémica mas contas feitas de Nocentini e Marque mantêm as classificações

A chegada ao Santuário de Santa Luzia ficou envolta em polémica depois de Rinaldo Nocentini adiantar que sofreu um toque que o levou para as barreiras, impedindo que a trajectória da última curva, a 200 metros da meta, lhe proporcionasse mais do que o sexto lugar na etapa. O camisola amarela, Raúl Alarcón, posiciona-se com um encosto no transalpino, direccionando ambos para as barreiras. Gustavo Veloso, levado por Amaro Antunes, ganhou avanço para o primeiro triunfo na edição de 2017 e consequentes 10 segundos de bonificação.

Veloso está apenas a um segundo de Alejandro Marque que, ao chegar em oitavo, permanece no quarto posto, a 35 segundos de Alarcón.

Frederico Figueiredo foi o terceiro melhor do Sporting-Tavira, finalizando em 15.º, a apenas sete segundos de Veloso.

Os 179,6 kms de prova ficaram marcados por uma fuga de três ciclistas: Luís Afonso (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), Mikel Bizkarra (Euskadi Basque Country-Murias) e Yann Guyot (Armée de Terre), em fuga desde a passagem pela meta-volante de Montalegre, ao quilómetro 25,8, perseguidos pelo pelotão, sobretudo pela Israel Cycling Academy, a menos de 10 quilómetros da meta.

Os últimos cinco kms eram os mais duros, muito devido ao empedrado e não propriamente pela subida.

A sexta etapa liga Braga a Fafe numa extensão de 182,2 kms. O pelotão enfrenta os últimos quilómetros de grande dificuldade. A subida ao Alto do Viso (8,2 km a 6,9 por cento de inclinação média) antecede a primeira passagem pela meta.

Após a primeira passagem, o pelotão dirige-se para o troço de terra do Salto da Pedra Sentada, uma subida de segunda categoria.

Segue-se uma descida exigente, a curta subida de quarta categoria de Golães e o desfecho, no habitual empedrado ascendente do centro de Fafe.

 

Classificação individual

1.º Gustavo Veloso, W52-FC Porto, 4:37.56

2.º García de Mateos, Louletano-Hospital de Loulé, m.t

3.º Daniel Mestre, Efapel, m.t

4.º Krists Neilands, Israel Cycling Team, m.t

5.º César Fonte, LA Metalusa Blackjack, m.t

6.º Rinaldo Nocentini, Sporting-Tavira, m.t

8.º Alejandro Marque, Sporting-Tavira, m.t

15.º Frederico Figueiredo, Sporting-Tavira, a 7′

 

Classificação geral

1.º Raúl Alarcón, W52-FC Porto, 23:27.31 horas

2.º Rinaldo Nocentini, Sporting-Tavira, a 25′

3.º Amaro Antunes, W52-FC Porto, a 29′

4.º Alejandro Marque, Sporting-Tavira, a 35′

5.º Gustavo Veloso, W52-FC Porto, a 36′

 

Classificação colectiva

1.º W52-FC Porto, 70:24.14

2.º Sporting-Tavira, a 1.29

3.º RP Boavista, a 2.53

 

Fonte: in Sporting.pt

Photos © João Fonseca Photographer

 

#SportingTavira

#CiclismoTavira

#Tavira

#PaixãoPeloCiclismo

Leave a Reply