Ranking Ciclista do Ano e Competições em Espanha

JAF_8104(alterada)

O Rinaldo Nocentini continua como líder do Ranking Ciclista do Ano, e o SPORTING/TAVIRA mantêm o primeiro lugar coletivo.

Este fim de semana a equipa estará a competir em Espanha nas seguintes provas:
– G.P. Miguel Indurin – Esp (1.1) [sábado 01 Abril 2017]
– La Vuelta a Rioja – Esp (1.1) [domingo 02 Abril 2017]

A equipa apresenta-se com os seguintes ciclistas:
Rinaldo Nocentini
Alejandro Marque
Frederico Oliveira
Jesus Ezquerra
Valter Pereira
Fábio Silvestre
Mario González
Luís Fernandes

Ranking Ciclista do Ano
1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 448 pontos
2.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), 425
3.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), 260
4.º Sérgio Paulinho (Efapel), 165
5.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), 158
6.º Francisco Campos (Miranda/Mortágua), 80
7.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), 75
8.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), 70
9.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), 60
10.º César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), 55

Ranking Equipa do Ano
1.ª Sporting-Tavira, 636 pontos
2.ª W52-FC Porto, 518
3.ª Louletano-Hospital de Loulé, 319
4.º Efapel, 213
5.ª LA Alumínios-Metalusa BlackJack, 178

#SportingTavira
#CiclismoTavira
#Tavira
#PaixãoPeloCiclismo

Alejandro Marque foi 4º e Sporting/Tavira terceiro lugar colectivo na 21ª Clássica da Primavera

16473542_1448537185170511_9164120647622194413_n

O galego Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) venceu a 21.ª edição da Clássica da Primavera, na Póvoa de Varzim, uma corrida com 147 quilómetros, discutida entre um numeroso grupo de fugitivos.

O Alejandro Marque do Sporting/Tavira terminou em quarto classificado.

A prova teve sete subidas ao Monte São Félix, a 202 metros de altitude, terreno difícil quer pela inclinação quer pelo piso empedrado.

O espanhol (duas vezes vencedor da Volta a Portugal) conquistou uma distância que permitiu a vitória, numa fuga repleta de candidatos à vitória. O Sporting/Tavira colocou nesse grupo Marque, Joni Brandão, Nocentini e Frederico Figueiredo, mas não conseguiu impedir o triunfo de Veloso (3:38.36), com Alejandro Marque a ser o melhor atleta do Sporting/Tavira, chegando em quarto lugar.

Classificação individual Sporting/Tavira

4.º, Alejandro Marque, a 1.19 minutos
12.º Rinaldo Nocentini, a 3.17
14.º Frederico Figueiredo, a 3.17
20.º Joni Brandão, a 3.58
33.º Valter Pereira, a 4.00
63.º Fábio Silvestre, a 13.09
66.º Shaun Nick-Bester, a 13.09
72.º Oscar Brea, a 13.09
79.º Luís Fernandes, a 13.13

Classificação colectiva
1.º W52/FC Porto, 11:02.16
2.º RP Boavista, 11:03:10
3.º Sporting/Tavira, 11:03:41
Classificação da 21.ª edição da Clássica da Primavera:
1.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), 3h38m36s
2.º Omar Mendoza (Equipo Bolivia), a 51s
3.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt
4.º Alejandro Marque (Sporting/Tavira), a 1m19s
5.º César Fonte (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 1m39s
6.º Daniel Mestre (Efapel), a 3m14s
7.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt
8.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt
9.º Oscar Hernández (Louletano-Hospital de Loulé), mt
10.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), mt

#SportingTavira
#CiclismoTavira
#Tavira
#PaixãoPeloCiclismo

“Lutar pela vitória até pelos bons dados que temos apresentado”

JAF_7382

Vidal Fitas destaca os bons desempenhos do plantel e salienta vontade em continuar na discussão das próximas corridas

O director-desportivo do Sporting-Tavira, Vidal Fitas, pretende dar continuidade ao bom momento da equipa nos próximos dois compromissos: Clássica da Primavera (19 de Março) e Grande Prémio Miguel Indurain (1 de Abril). Para a prova portuguesa, Joni Brandão, Frederico Figueiredo, Rinaldo Nocentini, Alejandro Marque, Fábio Silvestre, Shawn Nick-Bester, Oscar Brea, Luís Fernandes e Valter Pereira alinharão, sendo que a dificuldade da tirada pode originar vários cenários. Certa é a ambição de procurar o triunfo: “É uma prova com alguma incerteza e de dificuldade média/alta. Há uma subida a 10 km da meta que pode baralhar as contas. O Fábio Silvestre pode ser uma opção válida para discutir ao sprint, mas, se houver um ataque, o Rinaldo Nocentini tem características para subir bem e discutir o triunfo num grupo reduzido. Acima de tudo, vamos lutar pela vitória até pelos bons dados que temos apresentado”.

Depois de exibições competentes no Algarve e Alentejo, o Sportig-Tavira solidificou-se como melhor formação do pelotão nacional, vencendo colectivamente o Troféu Liberty Seguros. Individualmente, tanto ‘Noce’ como Joni Brandão e Frederico Figueiredo apresentam melhorias. Vidal Fitas destaca a competência e a evolução entre temporadas: “Não temos programado um rendimento óptimo nesta fase, já que queremos o topo de forma na Volta a Portugal. Ainda assim, temos estado a lutar por todas as classificações. Ajuda muito fazer uma boa preparação, pensada desde o início do Inverno. Os atletas estão fisicamente bem e, à medida que vais ganhando, reduzes a pressão e ansiedade. A continuidade do grupo é muito importante e temos uma equipa mais descontraída, uma vez que se apresenta pronta para discutir vitórias. E ter um grupo mais completo, com várias soluções, permite-nos ter mais qualidade colectiva”.

Fonte: www.sporting.pt

SPORTING/TAVIRA conquistou o Troféu Liberty Seguros por equipas

17240066_1493665587342177_5536019772609648924_o

O SPORTING/TAVIRA conquistou a distinção de melhor equipa do Troféu Liberty Seguros.  Na semana anterior na Clássica da Arrábida, também havia colocado três ciclistas nos dez primeiros da prova.

Joni Brandão terminou em sexto e Frederico Figueiredo em nono, consagrando o SPORTING/TAVIRA como a única equipa com mais do que um representante no ‘top-10’ da prova.

O vencedor cortou a meta ao fim de 3h58m34s de prova (média de 35,361 km/h), sendoRinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) o segundo a 12 segundos. O terceiro foi o norueguês Andreas Vangstad (Team Sparebanken Sor), a 15 segundos.

Na tirada de 140,6 km, entre a Aldeia da Barroca e a Aldeia da Cordeira, os ciclistas tiveram que superar várias contagens de montanha, com a chegada em alto (subida média de 11%, com zonas de 22%) a definir o vencedor.

No próximo domingo disputa-se a Clássica da Primavera (1.2) na Póvoa do Varzim.

Classificação Clássica Aldeias do Xisto
1.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), 3h58m34s
2.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 12s
3.º Andras Vangstad (Team Sparebanken Sor), a 15s
4.º Sérgio Paulinho (Efapel), a 21s
5.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
6.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), a 24s
7.º André Cardoso (Equipa Portugal), a 27s
8.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 29s
9.º Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), mt
10.º Tiago Machado (Equipa Portugal), mt

#SportingTavira

#CiclismoTavira

#Tavira

#PaixãoPeloCiclismo

3 ciclistas no “Top 10” na Clássica da Arrábida

JAF_7117

Começaram as Clássicas do ciclismo nacional.

A prova de um dia na Arrábida teve Amaro Antunes (W52 FC Porto) como o mais forte dos 186,6 quilómetros, conseguindo superar Sérgio Paulinho (Efapel) e o norueguês Andreas Vangstad (Team Sparebanken Sor), ambos a dois segundos.

O Sporting-Tavira foi a única equipa a conseguir colocar mais do que dois atletas nos primeiros dez da jornada, com Joni Brandão e Frederico Figueiredo concluindo em sétimo e oitavo.

A prova ligou Setúbal ao Castelo de Palmela e tinha a meta colocada em alto, após uma subida de 2,6 quilómetros, primeiro percorrida em terra batida, depois em empedrado. Foi na fase mais acidentada do percurso que Amaro Antunes ganhou avanço, tal como já havia feito na subida ao Alto do Malhão na Volta ao Algarve. Com uma fase inicial muito veloz, a segunda metade de prova contou com cinco contagens de montanha e tinha o final estabelecido no Miradouro de Palmela depois de uma ascensão com médias de 6% e 7% de inclinação.

Colectivamente, o SPORTING/TAVIRA teve em Joni Brandão e Frederico Figueiredo uma boa prestação, indicando que a forma física está em crescendo, ficando a 31 e 36 segundos.

O espanhol Mario Gonzalez, a 41 segundos do vencedor, fechou o ‘top-10’ da tirada.

No próximo fim-de-semana disputa-se a Clássica Aldeias do Xisto.

 

Classificação Clássica da Arrábida
1.º Amaro Antunes (W52-FC Porto, 4:36.34 horas
2.º Sérgio Paulinho (Efapel), a 2s
3.º Andreas Vangstad (Team Sparebanken Sor), mt
4.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), a 17s
5.º Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman), a 19s
6.º Manuel Sola (Caja Rural-Seguros RGA), a 26s
7.º Joni Brandão (SPORTING/TAVIRA), a 31s
8.º Frederico Figueiredo (SPORTING/TAVIRA), a 36s
9.º Igor Merino (Burgos BH), a 38s
10.º Mario González (SPORTING/TAVIRA), a 41s

69.º David Livramento (SPORTING/TAVIRA), a 7.18 minutos

SPORTING/TAVIRA e Nocentini lideram o raking nacional de ciclismo

JAF_1019

Sporting Tavira 1A

Rinaldo Nocentini assumiu a liderança do ranking de Fevereiro elaborado pela Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais, referente ao primeiro mês de competição da época de 2017. O italiano foi nono na Volta ao Algarve e segundo na Volta ao Alentejo, onde ganhou a primeira etapa.

O mais importante ranking nacional de ciclismo demonstra o excelente mês de Fevereiro do SPORTING/TAVIRA.

O SPORTING/TAVIRA junta o comando coletivo ao individual. Rinaldo Nocentini fecha o mês de fevereiro com 370 pontos, mais 125 do que Amaro Antunes (W52-FC Porto). Sob orientação de Vidal Fitas, a equipa concretizou 460 pontos, distanciando-se da W52-FC Porto com 255. Segue-se a LA Alumínios-Metalusa BlackJack, com 153.

Na lista individual, o SPORTING/TAVIRA é a única formação que consegue incluir três ciclistas no “Top 10 Nacional”. Alejandro Marque é sexto, após conseguir o 13.º posto, tanto no Algarve como no Alentejo. Fábio Silvestre é oitavo graças ao terceiro lugar na Prova de Abertura.

Ranking Ciclista do Ano
1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 370 pontos
2.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), 245
3.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), 148
4.º Francisco Campos (Miranda/Mortágua), 70
5.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), 60
6.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), 55
7.º César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), 50
8.º Fábio Silvestre (Sporting-Tavira), 35
9.º Rafael Silva (Efapel), 35
10.º Ivo Oliveira (Axeon Hagens Berman), 30

Ranking Equipa do Ano
1.ª Sporting-Tavira, 460
2.ª W52-FC Porto, 255
3.ª LA Alumínios-Metalusa BlackJack, 153
4.ª Louletano-Hospital de Loulé, 116
5.ª Miranda/Mortágua, 70

Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo
Photo © João Fonseca Photographer

Rinaldo Nocentini foi 2º na 35º Volta ao Alentejo

JAF_1019

A vitória escapou ao Rinaldo Nocentini por 16 segundos. Após várias etapas a lutar ao sprint nas metas-volantes e na linha de meta, a última jornada ficou também marcada pela luta na média-montanha e meta-volante, mesmo até à chegada da 5ª Etapa também ao sprint que uniu Ferreira do Alentejo a Évora (168,9 Kms).

Na chegada, Carlos Barbero (Movistar Team) foi mais forte que o italiano, conseguindo assim a vitória na 35ª Volta ao Alentejo.

Nocentini fez uma excelente Volta ao Alentejo, lutando até ao fim, conseguindo uma vitória de etapa e três presenças no “Top-10”.

Em termos colectivos, a equipa SPORTING/TAVIRA finalizou em terceira posição, a 51segs  da Axeon Hagens Berman (USA) e a 32segs da  Manzana Postobon (COL), sendo a melhor formação portuguesa em prova.

Alejandro Marque repetiu o 13.º (a 39segs) que também conseguiu na Volta ao Algarve, voltando a ser o segundo mais forte da equipa.

O trepador Frederico Figueiredo na sua estreia em provas por etapas pelo SPORTING/TAVIRA concluiu em 28.º lugar (a 1:35segs).

Jesus Ezquerra terminou em 58ª posição (a 13:45segs). Mário Gonzalez foi 62º (15:19segs). Shaun-Nick Bester foi 74º (a 21:02). Fábio Silvestre foi 89º (a 22:18). Oscar Brea foi 119º (a 28:59).

Classificação da 5.ª etapa:
1.º Juan Sebastán Molano (Manzana Postobón), 4h05m50s (41,223 km/h)
2.º Christopher Lawless (Axeon Hagens Berman), mt
3.º Dylan Page (Caja Rural-Seguros RGA), mt
4.º Jhonatan Narvaez (Axeon Hagens Berman), a 3s
5.º Carlos Barbero (Movistar Team), mt
6.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), mt
7.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt
8.º Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice), mt
9.º Krister Hagen (Team Coop), mt
10.º Evgeny Shalunov (Gazprom-RusVelo), mt

Geral Individual da 35ª Volta ao Alentejo:
1.º Carlos Barbero (Movistar Team), 20h28m04s
2.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 16s
3.º Jasper de Laat (Metec-TKH Mantel), a 25s
4.º Krister Hagen (Team Coop), a 28s
5.º Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman), a 29s
6.º Logan Owen (Axeon Hagens Berman), a 30s
7.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 31s
8.º Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice), mt
9.º Garikoitz Bravo (Euskadi Basque Country-Murias), mt
10.º Jhonatan Narvaez (Axeon Hagens Berman), mt

#SportingTavira
#CiclismoTavira
#Tavira
#PaixãoPeloCiclismo
#VoltaAlentejo2017

35ª Volta Alentejo – Photo © João Fonseca Photographer

Nocentini é 2º classificado após 3 dias de prova alentejana

JAF_4799

O italiano do SPORTING/TAVIRA concluiu a terceira etapa no ‘top-5’, na ligação entre Mourão e Mértola, de 208,8kms, cedendo apenas nove segundos ao líder Carlos Barbero (Movistar Team).

Etapa marcada por uma forte queda colectiva na aproximação à meta, próximo do último quilómetro, foi marcante para o desfecho da etapa. Fábio Silvestre esteve entre um dos acidentados.

Força Fábio Silvestre!

Vidal Fitas, o director-desportivo do SPORTING/TAVIRA, comentou ao Jornal Sporting a terceira jornada, salientando que a queda colectiva no final de etapa alterou os planos para a chegada: “Foi uma corrida muito movimentada. Houve uma queda, na qual o Fábio Silvestre esteve envolvido. Mesmo não sendo nada de grave, sustenta como o final é sempre muito nervoso e como a corrida se altera facilmente. Nas montanhas, sabe-se que a partir de um determinado momento poderão haver ataques. Com o vento que se faz sentir nestas planícies, temos de estar sempre atentos, de forma a trabalharmos para continuarmos na discussão por uma prova com características tão especiais como esta Volta ao Alentejo”, reconhecendo que Barbero é favorito a vencer a amarela.

A penúltima etapa (175,8kms) percorre-se entre Alcácer do Sal e Odemira, contando com uma passagem em Alcácer do Sal, sensivelmente a meio da tirada, onde está colocada um prémio de montanha de quarta categoria, a maior dificuldade do dia.

Na geral por equipas, o SPORTING/TAVIRA está na terceira posição, a apenas 2 segundos das equipas norte-americana Axeon Hagens Berman e dos colombianos da Manzana Postobón.

Classificação
3.ª Etapa: Mourão – Mértola, 208 kms
1.º Juan Molano (Manzana Postobón), 4h29m16s
2.º Christopher Lawless (Axeon Hagens Berman), mt
3.º Carlos Barbero (Movistar Team), a 2s
4.º Jacob Ariesen (Metec-TKH Mantel), mt
5.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), mt
6.º Luís Mendonça (Louletano-Hospitaç de Loulé), mt
7.º Przemyslaw Kasperkiewicz (An Post Chain Reaction), mt
8.º Evgeny Shalunov (Gazprom-RusVelo), mt
9.º Jasper de Laat (Metec-TKH Mantel), mt
10.º Rafael Silva (Efapel), mt

Geral Individual
1.º Carlos Barbero (Movistar Team), 12h23m26s
2.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 12s
3.º Daniel Mestre (Efapel), a 19s
4.º Krister Hagen (Team Coop), a 20s
5.º Jasper de Laat (Metec-TKH Mantel), a 21s
6.º Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman), a 22s
7.º Rafael Silva (Efapel), mt
8.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), a 23s
9.º Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice), mt
10.º Garikoitz Bravo (Euskadi Basque Country-Murias), mt

#SportingTavira
#CiclismoTavira
#Tavira
#PaixãoPeloCiclismo
#VoltaAlentejo2017

35ª Volta Alentejo – Photo © João Fonseca Photographer

Rinaldo Nocentini a apenas 3 segundos do novo camisola amarela

JAF_1660

A segunda etapa da Volta ao Alentejo com partida de Monforte e chegada a Portel, numa ligação de 171,3 kms, teve chegada ao sprint após várias tentativas de fuga.

O holandês Jacob Ariesen (Metec-TKH Mantel) venceu hoje ao sprint a segunda etapa da Volta ao Alentejo. O espanhol Carlos Barbero (Movistar Team) foi o segundo mais rápido e agora o líder da geral individual.

Rinaldo Nocentini (SPORTING/TAVIRA) é o segundo classificado à geral, a 3 segundos do novo camisola amarela.

O SPORTING/TAVIRA é actualmente o terceiro classificado por equipas, atrás das formações AXEON HAGENS BERMAN (USA), e MANZANA POSTOBON TEAM (COL).

Geral Individual após 2ª etapa:

1.º Carlos Barbero (Movistar Team), 7h54m18s

2.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 3s

3.º Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA), a 7s

4.º Krister Hagen (Team Coop), a 10s

5.º Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman), a 11s

6.º Daniel Mestre (Efapel), mt

7.º Rafael Silva (Efapel), a 12s

8.º Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice), a 13s

9.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), mt

10.º David de la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), mt

#SportingTavira

#CiclismoTavira

#Tavira

#PaixãoPeloCiclismo

#VoltaAlentejo2017

 

35ª Volta Alentejo – Photo © João Fonseca Photographer

 

Nocentini é camisola amarela na 35ª Volta ao Alentejo

thumbs.web.sapo.io
Rinaldo Nocentini após uma boa prestação na Volta ao Algarve, deu o primeiro triunfo da época ao SPORTING/TAVIRA, ao vencer a primeira etapa da Volta ao Alentejo.

A 1ª Etapa da 35ª Volta ao Alentejo ligou Portalegre a Castelo de Vide (158 kms), marcada pela média montanha.

Amanhã a segunda etapa liga Monforte a Portel (171,3 kms).

Classificação – 1.ª Etapa
1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 4h04m09s
2.º Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA), mt
3.º Carlos Barbero (Movistar Team), mt
4.º David de la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), mt
5.º Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice), mt
6.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), mt
7.º Jasper de Laat (Metec-TKH Mantel), mt
8.º Andrey Amador (Movistar Team), mt
9.º Jetse Bol (Manzana Postobón), mt
10.º Krister Hagen (Team Coop), mt

Geral Individual
1.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 4h03m59s
2.º Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA), a 4s
3.º Carlos Barbero (Movistar Team), a 6s
4.º David de la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), a 10s
5.º Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice), mt
6.º Edgar Pinto (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), mt
7.º Jasper de Laat (Metec-TKH Mantel), mt
8.º Andrey Amador (Movistar Team), mt
9.º Jetse Bol (Manzana Postobón), mt
10.º Krister Hagen (Team Coop), mt

#SportingTavira
#CiclismoTavira
#Tavira
#PaixãoPeloCiclismo
#VoltaAlentejo2017

Proudly powered by Wpopal.com